Buscar médicos ou outros profissionais

Buscar notícias

O que é Epilepsia?

Escrito por colaboradores editoriais do Cadê Médico

Revisado por:

Aprenda as causas, sintomas e tratamento da epilepsia

Epilepsia é um distúrbio neurológico crônico que afeta cerca de 50 milhões de pessoas em todo o mundo. É caracterizada por crises convulsivas recorrentes, que ocorrem devido a uma atividade elétrica anormal no cérebro. Embora seja uma condição que afeta pessoas de todas as idades, é mais comum em crianças e idosos.

Neste artigo:

Causas


A epilepsia pode ser causada por uma série de fatores, incluindo lesões cerebrais, infecções, tumores cerebrais, acidentes vasculares cerebrais, defeitos genéticos e problemas de desenvolvimento cerebral. No entanto, em muitos casos, a causa exata da epilepsia é desconhecida.

Tipos de convulsões


Existem dois tipos principais de convulsões: convulsões focais e convulsões generalizadas. Convulsões focais, também conhecidas como convulsões parciais, afetam apenas uma parte do cérebro. Eles podem causar movimentos involuntários, sensações anormais, como formigamento ou dormência, ou mudanças na visão ou no humor.

Convulsões generalizadas afetam todo o cérebro e podem causar perda de consciência, movimentos violentos, convulsões tônicas, em que os músculos ficam rígidos, ou convulsões clônicas, em que os músculos contraem e relaxam rapidamente.

Publicidade

Sintomas


Os sintomas da epilepsia variam de pessoa para pessoa, mas a convulsão é o sintoma mais comum. Outros sintomas podem incluir perda de consciência, confusão, tontura, fala arrastada, visão turva, ansiedade, alterações de humor e sensações anormais.

Diagnóstico


O diagnóstico da epilepsia geralmente é baseado em um histórico médico completo e um exame físico, juntamente com exames de imagem, como tomografia computadorizada ou ressonância magnética, e um eletroencefalograma (EEG), que mede a atividade elétrica do cérebro. O médico também pode solicitar outros exames de sangue ou de líquido cerebrospinal para descartar outras condições que possam estar causando os sintomas.

Publicidade

Tratamento


O tratamento da epilepsia envolve o controle das crises convulsivas com medicamentos anticonvulsivantes, cirurgia, dispositivos ou uma dieta cetogênica. Os medicamentos anticonvulsivantes são geralmente o primeiro tratamento escolhido e são prescritos com base no tipo de convulsão e na idade da pessoa.


Medicamentos diários

Como carbamazepina, fenitoína, valproato e lamotrigina, são usados para prevenir as crises convulsivas diárias.


Medicamentos de resgate

Diazepam ou lorazepam, são usados em situações de emergência quando uma convulsão dura mais de cinco minutos ou quando ocorrem convulsões repetidas.


Cirurgia

A cirurgia pode ser considerada se as crises convulsivas não forem controladas por medicamentos.


Dispositivos

Os dispositivos, como o estimulador do nervo vago, que envia impulsos elétricos ao nervo vago para ajudar a prevenir as convulsões, também podem ser usados.


Dieta Cetogênica

É uma dieta rica em gorduras e pobre em carboidratos que pode ajudar a controlar as crises convulsivas em algumas pessoas, especialmente em crianças. No entanto, essa dieta deve ser prescrita e monitorada por um médico.

Perguntas que você deve fazer ao seu médico sobre epilepsia


Se você ou um ente querido foi diagnosticado com epilepsia, é importante conversar com o médico sobre as opções de tratamento e o que esperar a longo prazo. Algumas perguntas importantes a serem feitas incluem:


  • Qual é o tipo de epilepsia?
  • Qual é a causa da epilepsia?
  • Que tipos de convulsões posso esperar ter?
  • Qual é a melhor opção de tratamento para mim?
  • Que medicamentos anticonvulsivantes são recomendados?
  • Quais são os efeitos colaterais dos medicamentos anticonvulsivantes?
  • É possível que eu precise de cirurgia?
  • Como posso ajudar a prevenir as convulsões em casa?
  • Que recursos estão disponíveis para pessoas com epilepsia, como grupos de suporte e organizações sem fins lucrativos?

Publicidade

"Se você ou um ente querido foi diagnosticado com epilepsia, é importante conversar com o médico sobre as opções de tratamento e o que esperar a longo prazo.​.."

Viva uma vida normal e saudável


A epilepsia é uma condição neurológica crônica que pode ter um impacto significativo na qualidade de vida das pessoas afetadas. No entanto, com o diagnóstico e tratamento adequados, muitas pessoas com epilepsia podem controlar as crises convulsivas e viver uma vida normal e saudável. Se você suspeita que pode ter epilepsia, é importante procurar atendimento médico imediatamente.

Esperamos que as informações fornecidas tenham sido úteis para você. Agradecemos sua avaliação, pois ela é fundamental para que possamos aprimorar nossos conteúdos e fornecer cada vez mais informações relevantes e precisas aos nossos leitores.

Avaliação 0.00 (0 Votos)

Compartilhe em suas redes sociais.

Artigos Relacionados

Publicidade

Publicidade

Publicidade

CLÍNICA PROFESSOR RUBIM DE PINHO

Cidade:
SALVADOR
Esp. Médica:
PSIQUIATRIA
Categoria:
CLÍNICA MÉDICA
Bairro:
CANELA

CENTRO MEDICO DA BAHIA LTDA - EPP

Cidade:
SALVADOR
Esp. Médica:
CARDIOLOGIAEXAME CARDIOLOGICO - ECOCARDIOGRAMA, ELETROCARDIOGRAMA, DUPLEX SCAN VASCULAR
Categoria:
CLÍNICA MÉDICAMÉDICO
Bairro:
ITAIGARA

ARLEI CERQUEIRA

Cidade:
SALVADOR
Esp. Médica:
CIRURGIA E TRAUMATOLOGIA BUCO-MAXILO-FACIAIS
Categoria:
CLÍNICA MÉDICAMÉDICO
Bairro:
CAMINHO DAS ÁRVORES

FERNANDO DE JESUS PEREIRA

Cidade:
SALVADOR
Esp. Médica:
CLÍNICA MÉDICA
Categoria:
MÉDICO
Bairro:
LIBERDADE

Publicidade

SARAH QUADROS DAMACENO

Esp. Odontológica:
PERIODONTIA
Bairro:
ITAIGARA
Cidade:
SALVADOR
Categoria:
ODONTO / DENTISTA

MAURÍCIO LAGO

Esp. Odontológica:
ESTÉTICAPRÓTESE DENTÁRIA
Bairro:
ITAIGARA
Cidade:
SALVADOR
Categoria:
ODONTO / DENTISTA

FERNANDO CANTO DE SA

Esp. Odontológica:
CLÍNICO GERAL
Categoria:
CLÍNICA ODONTOLÓGICAODONTO / DENTISTA
Bairro:
CAMBUI
Cidade:
CAMPINAS - SP

JORGE CASTLLI

Esp. Odontológica:
ENDODONTIAPERIODONTIAPRÓTESE DENTÁRIA
Bairro:
ITAIGARA
Cidade:
SALVADOR
Categoria:
ODONTO / DENTISTA